Medicina de Emergência
Medicina de Emergência

Uso da hidrocortisona na pneumonia adquirida na comunidade grave

Logo Medclub
Equipe medclub
Publicado em
13/6/2023
 · 
Atualizado em
19/6/2023
Índice

A pneumonia adquirida na comunidade (PAC) continua sendo um problema de saúde pública, nos EUA mais de 1,5 milhão de adultos são hospitalizados anualmente. Em 2019, ela figurou entre as 10 principais causas de morte no país, ocupando a posição de número 9.. No Brasil não é diferente, a PAC é um problema comum em hospitais do sistema de saúde, sendo que em muitos casos sua apresentação é grave.

A apresentação grave envolve um quadro inflamatório sistêmico importante, levando à distúrbios de ventilação-perfusão, sepse e disfunções orgânicas. Nesse contexto os corticoides podem ter um papel no tratamento, devido ao seu efeito anti-inflamatório e imunomodulador.

Seis ensaios clínicos controlados e randomizados já demonstraram benefícios no uso de corticoides para o tratamento, no entanto o efeito de diferença de mortalidade entre os grupos foi demonstrado apenas em um destes estudos. Dessa forma, o CAPE COD trial avaliou se o uso de hidrocortisona de maneira precoce reduz o desfecho de mortalidade em 28 dias de pacientes com pneumonia adquirida na comunidade grave.

Metodologia

O estudo foi um ensaio clínico duplo-cego, randomizado, controlado de superioridade, ocorreu em 31 centros na França. Foram incluídos pacientes maiores de 18 anos, admitidos em UTI com diagnóstico de PAC e que tinham um dos 4 critérios de gravidade estabelecidos: ventilação mecânica invasiva ou não invasiva; uso de máscara não reinalante com PaO2/FIO2 < 300; início de cateter de alto fluxo com FIO2 de pelo menos 50% e relação PaO2/FIO2 < 300 e PSI > 130. Os critérios de exclusão foram: desejo de não intubação; pneumonia causada por influenza e choque séptico.

Os pacientes que apresentavam os critérios de inclusão recebiam dentro de 24h a terapia com hidrocortisona 200 mg/dia durante 4 dias, após esse período foi estabelecido se a terapia continuaria por 8 ou 14 dias, a depender da melhora do indivíduo, sendo feito o desmame até a alta da UTI.

O desfecho primário foi morte por qualquer causa dentro de 28 dias; já os desfechos secundários podem ser vistos a seguir: 

  • Morte por qualquer causa em 90 dias;
  • Tempo de internação na UTI; 
  • Ventilação não invasiva ou intubação em pacientes que deram entrada sem receber nenhuma dessas terapias; 
  • Início de terapia vasopressora no dia 28;
  • Número de dias livres de vasopressores e ventilação mecânica; 
  • Mudança no SOFA no sétimo dia; e 
  • Mudança na relação PaO2/FIO2 no sétimo dia.
Se você quiser saber mais sobre o universo médico acesse o nosso streaming de atualização médica, para assistir de onde e quando quiser. Sabe aquela dúvida que aparece no meio do plantão!? Os conteúdos atualizados do Medclub prime podem te ajudar a obter ainda mais êxito na sua prática médica

O que o estudo encontrou?

O trial incluiu 795 pacientes com pneumonia adquirida grave, com idade média de 67 anos, os grupos placebo e intervenção apresentavam características semelhantes em relação à comorbidades prévias, severidade da doença e suporte ventilatório na admissão. Os participantes que receberam o tratamento com hidrocortisona apresentaram a probabilidade de mortalidade em 28 dias de 6,2%, enquanto o grupo placebo teve uma mortalidade de 11,9%. A mortalidade em 90 dias também foi menor no grupo hidrocortisona (9,3% x 14,7%), além disso os pacientes em uso de hidrocortisona precisaram menos de ventilação mecânica e terapia com vasopressores.

Em relação aos efeitos adversos, foi vista uma maior necessidade de insulina nos primeiros 7 dias nos pacientes em uso de corticoide em relação ao grupo placebo, no entanto, nenhum efeito adverso maior, como sangramento gastrointestinal e infecção intra-hospitalar teve maior incidência em qualquer dos grupos.

Conclusão

Esse ensaio clínico sugere que o uso de hidrocortisona, de maneira precoce, em pacientes com pneumonia adquirida em comunidade grave tratados em UTI reduziu a mortalidade em 28 dias.

Continue aprendendo:

FONTE: 

Assine o medclub e tenha acesso a um mundo de informações médicas

Aproveite por 30 dias gratuitamente e após esse período pague apenas R$29,90 por mês.

Artigo escrito por

Comece agora e tenha acesso a um mundo de informações médicas

Aproveite por 30 dias gratuitamente e após esse período pague apenas R$29,90 por mês.

Dúvidas?

O que é o MedClub?

O medclub é uma plataforma 100% online e responsiva focada no desenvolvimento e capacitação profissional dos médicos. Com videoaulas e materiais de apoio de alta qualidade, o médico é alavancado em uma dinâmica simples, clara e objetiva de atualização e aprimoramento dos conhecimentos essenciais à sua prática.

Como o MedClub pode me beneficiar?

O Medclub te proporciona a aplicabilidade prática da Medicina Baseada em Evidências, elevando o padrão da sua prática médica. Tudo isso em um só lugar, sem perda de tempo, com informações claras e fáceis de achar no dia a dia.

O MedClub beneficia médicos de diferentes níveis de experiência?

Sim! O MedClub foi cuidadosamente concebido e desenvolvido com o objetivo de simplificar o estudo e a atualização médica, proporcionando maior segurança nas práticas e procedimentos. Nossa plataforma visa melhorar os resultados diários dos médicos, abordando as principais preocupações independentemente do estágio de sua carreira.

Existe um prazo de garantia?

Com certeza! No MedClub, estamos comprometidos com você. Por isso, disponibilizamos 30 dias corridos gratuitos antes de qualquer pagamento ser debitado em sua conta, garantindo que sua assinatura entre em vigor apenas quando você estiver pronto.

Como faço para cancelar minha assinatura?

Ao iniciar sua assinatura no MedClub, você terá a flexibilidade de cancelá-la a qualquer momento diretamente na plataforma, podendo também cancelar entrando em contato com nossa equipe de suporte ou enviando um e-mail para contato@med.club.

Nós utilizamos cookies. Ao navegar no site estará consentindo a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.