Nefrologia
Nefrologia

Doença Renal Crônica e inibidores de SLGT2: uma revisão do cenário de tratamento

Logo Medclub
Equipe medclub
Publicado em
7/11/2022
 · 
Atualizado em
7/5/2023
Índice

A Doença Renal Crônica (DRC) é uma redução gradual da função dos rins em um período maior que 3 meses, verificando-se uma taxa de filtração glomerular (FG) < 60 ml/min/1,73m² ou presença de outros marcadores de injúria renal (ex: albuminúria >30mg/d). Essas agressões aos rins podem progredir e culminar em insuficiência renal, doenças cardiovasculares e morte precoce. Alguns fatores de risco para a progressão da DRC são hiperglicemia, hipertensão arterial, obesidade e albuminúria. Logo, todos esses fatores devem ser bem controlados no paciente com DRC, para evitar a progressão da doença e consequentemente reduzir a mortalidade na população.

Em adição ao controle dos fatores de risco, atualmente há intensa procura de fármacos que impeçam a evolução da DRC para seu estágio final (insuficiência. Sabe-se que as medicações IECA e BRA já têm sido utilizadas para esse propósito, mas não reduzem a taxa de mortalidade da DRC. Para esse aspecto, os inibidores do co-transportador 2 de sódio-glicose (iSGLT2) têm mostrado resultados promissores, diminuindo tanto o risco de evolução da doença, quanto a chance de ter insuficiência cardíaca e morte por insuficiência renal, quando comparado a grupos em uso de placebo. Esse efeito da medicação anti-hiperglicemiante (iSGLT2) foi descoberto primeiramente em um estudo para determinar a segurança da medicação (possíveis consequências cardiovasculares) em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DM2), em que 7-26% dos pacientes tinham DRC e, neles, foi verificada uma melhora da taxa de filtração glomerular.

Em um estudo (n=4401) a canaglifozina demonstrou reduzir em 32% o risco de evolução para o estágio final da DRC e reduzir em 34% o risco de morte renal. Nesse estudo todos os pacientes tinham DM2. A Food and Drug Admnistration (FDA – EUA) aprovou seu uso clínico para tratar a DRC apenas se o paciente tiver DM2, FG >30ml/min/1,73m² e albuminúria > 300mg/d. 

A dopaglifozina mostrou-se ser mais benéfica ainda: em um estudo de pacientes com DRC (n=4304), 67,5% dos participantes tinham DM2 e 32,5% não tinham, e mesmo assim, ambos os grupos tiveram menos 39% de risco de evolução para o estágio final da doença e morte por causas renais (em pacientes com declínio importante da FG houve redução de 44% do risco). Além disso, a dopaglifozina reduziu em 31% o risco de morte por quaisquer causas (não só renal). Seu uso, então, foi aprovado para tratar DRC em pacientes com FG>25 e com risco de progressão da doença. 

Os efeitos colaterais do uso de iSGLT2 ocorrem raramente, sendo alguns deles maior risco de cetoacidose diabética, infecções do trato urinário, glicosúria e maior risco de infecção fúngica genital. Outros fármacos que precisam de mais estudos para comprovar seu efeito na DRC são os agonistas de receptores GLP-1 (reduz o risco de macroalbuminúria) e finerenone (aprovado o seu uso em pacientes com DRC e DM2 concomitantemente; um efeito colateral importante é a hipercalemia).

Continue Aprendendo:

Assine o medclub e tenha acesso a um mundo de informações médicas

Aproveite por 30 dias gratuitamente e após esse período pague apenas R$29,90 por mês.

Artigo escrito por

Comece agora e tenha acesso a um mundo de informações médicas

Aproveite por 30 dias gratuitamente e após esse período pague apenas R$29,90 por mês.

Dúvidas?

O que é o MedClub?

O medclub é uma plataforma 100% online e responsiva focada no desenvolvimento e capacitação profissional dos médicos. Com videoaulas e materiais de apoio de alta qualidade, o médico é alavancado em uma dinâmica simples, clara e objetiva de atualização e aprimoramento dos conhecimentos essenciais à sua prática.

Como o MedClub pode me beneficiar?

O Medclub te proporciona a aplicabilidade prática da Medicina Baseada em Evidências, elevando o padrão da sua prática médica. Tudo isso em um só lugar, sem perda de tempo, com informações claras e fáceis de achar no dia a dia.

O MedClub beneficia médicos de diferentes níveis de experiência?

Sim! O MedClub foi cuidadosamente concebido e desenvolvido com o objetivo de simplificar o estudo e a atualização médica, proporcionando maior segurança nas práticas e procedimentos. Nossa plataforma visa melhorar os resultados diários dos médicos, abordando as principais preocupações independentemente do estágio de sua carreira.

Existe um prazo de garantia?

Com certeza! No MedClub, estamos comprometidos com você. Por isso, disponibilizamos 30 dias corridos gratuitos antes de qualquer pagamento ser debitado em sua conta, garantindo que sua assinatura entre em vigor apenas quando você estiver pronto.

Como faço para cancelar minha assinatura?

Ao iniciar sua assinatura no MedClub, você terá a flexibilidade de cancelá-la a qualquer momento diretamente na plataforma, podendo também cancelar entrando em contato com nossa equipe de suporte ou enviando um e-mail para contato@med.club.

Nós utilizamos cookies. Ao navegar no site estará consentindo a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.